Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Parir em Paz

Parir em Paz

Terapia Corporal para Mulheres que sofreram de Violência Obstétrica

Terapia sensitiva Especial Pós-Parto - Yoni healing 




Os Toques suaves e profundos desta terapia  abrem caminho para a energia circular, despertando a sensualidade e a sensibilidade. Esta é uma terapia especial para curar traumas relacionados com o parto:
- Abuso obstetrico
- Partos dolorosos
- Partos traumaticos
- Falta de libido no pós-parto
- etc
Nesta terapia corporal estimulamos os sete principais pontos energéticos do corpo, através da leveza do toque. Um desses pontos é o chaKra básico, que, na mulher é no períneo. Dessa forma, a energia sexual(Kundalini) é levada à centros superiores da Consciência. Nesta técnica de Massagem, todo o corpo é tocado e massajado por inteiro,  que lhe oferece técnicas de prazeres físicos e extrafísicos.

A  terapeuta leva em conta a necessidade de cada cliente, trabalhando pontos específicos que trazem bem estar físico, energético, mental, desbloqueia emoções e aumenta significativamente, a libido (por isso é a massagem mais indicada para casos de  e frigidez ).

 Chegar a um clímax ou num orgasmo focado nos genitais, não é o foco da massagem, mas mostrar que o orgasmo pode ser experienciado também em outras partes do corpo e em outros níveis.



Benefícios da terapiaYoni Healing especial pós-parto Para Mulheres:



- Quebra tabus relacionados ao corpo e sua sexualidade
- Equilibra o Sistema Hormonal;
- Reduz drasticamente as sensações da TPM;
- Auxilia em casos de depressão pós parto;
- Desperta amor próprio;
- Aceitação do corpo;
- Desbloqueia emoções, fazendo-a compreender que toda mulher é e dever ser tratada como Deusa.


Mais informações parirempaz@gmail.com

Valor de troca:
No nosso espaço em Sintra - Sº João das Lampas - 50 euros

Parir em Paz é fácil! difícil é ser mamífera na nossa sociedade tecnocrata!



Para Parir em Paz é preciso criar condições favoráveis à liberação de ocitocina natural. Sem ocitocina não temos parto e como diz Odent, a ocitocina é uma "hormona tímida" 

O parto é sexo ( já pensaram que as hormonas, os órgãos e até os sons ;) são os mesmos ) logo o local onde se desenrola devia de ter as mesmas condições que tem o local onde fazemos amor ( cada mulher é única, eu escolheria segurança, privacidade e ambiente quente sem luz directa )  

Parir em Paz não rima com adrenalina 

Sabemos que a adrenalina bloqueia a produção de ocitocina, e sabemos que a adrenalina pode ser captada pelos órgãos do sentido. Desta forma, quem está presente no parto deve ter uma baixa produção de adrenalina. Por isso uma mulher em trabalho de parto deveria ficar isolada, e ser observada indiretamente por uma parteira ou enfermeira. As doulas, parteiras e enfermeiras, em vez de darem instruções  tiradas de manuais, deveriam permanecer caladas, estar presentes, mas não intervir e como diz Odent fazer uma atividade repetitiva, como tricotar 

Todos os mamíferos criam mecanismos para não serem observados na hora do parto, e o mesmo deveria acontecer com a espécie humana.

Parir em Paz é fácil! Difícil é ser mamífera na nossa sociedade tecnocrata !

A maneira como nascemos afecta a nossa capacidade de amar



O uso da Ocitocina sintética faz parte da rotina da maior parte dos hospitais em Portugal. É usada para  acelerar o trabalho de parto.

A ocitocina é uma hormona  naturalmente presente no parto, e que desempenha um papel fundamental no nascimento ( é segregada sempre que nos sentimos bem e é indutora de contrações uterinas ). 

Estou a falar do  'soro' dado à maioria das parturientes em Portugal que torna as contrações extremamente fortes, dolorosas e por isso difíceis de suportar tornando necessário o uso de anestesia.

Segundo Michel Odent, por tratar-se de uma hormona, a ocitocina chega à corrente sanguínea do bebé, afetando o cérebro da criança. Na opinião do obstetra, o uso da hormona sintética pode gerar seres humanos mais agressivos, pois é uma hormona diretamente ligado à socialização. 

Outra consequência é a incapacidade de produzir ocitocina naturalmente, uma vez que a versão sintética bloqueia a produção de ocitocina natural. Atuando no cérebro da criança, a ocitocina  sintética pode tornar os indivíduos incapazes de produzir esta hormona, tanto na hora do parto como em outras situações da vida ( a ocitocina e a hormona do amor, é segregada sempre que nos sentimos bem)

Sem a produção de ocitocina, tornamo-nos incapazes de sentir prazer.


Feliz Dia do Pai

O Dia do Pai surgiu há mais de 4 mil anos na antiga Babilonia, quando um um jovem chamado Elmesu moldou e esculpiu em argila o primeiro cartão que desejava saúde, sorte e longa vida ao seu pai.



Um abraço especial para todos os homens que confiaram do meu trabalho e partilharam comigo a sua transformação... passar de um simples homem a pai... GRATA!




Ter um Pai ! É ter na vida
Uma luz por entre escolhos ;
É ter dois olhos no mundo
Que vêem pelos nossos olhos !

Ter um Pai ! Um coração
Que apenas amor encerra,
É ver Deus, no mundo vil,
É ter os céus cá na terra !

Ter um Pai ! Nunca se perde
Aquela santa afeição,
Sempre a mesma, quer o filho
Seja um santo ou um ladrão ;

Talvez maior, sendo infame
O filho que é desprezado
Pelo mundo ; pois um Pai
Perdoa ao mais desgraçado !

Ter um Pai ! Um santo orgulho
Pró coração que lhe quer
Um orgulho que não cabe
Num coração de mulher !

Embora ele seja imenso
Vogando pelo ideal,
O coração que me deste
Ó Pai bondoso é leal !

Ter um Pai ! Doce poema
Dum sonho bendito e santo
Nestas letras pequeninas,
Astros dum céu todo encanto !

Ter um Pai ! Os órfãozinhos
Não conhecem este amor !
Por mo fazer conhecer,
Bendito seja o Senhor !


FLORBELA ESPANCA

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub