Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Parir em Paz

Parir em Paz

Manobra de Kristeller

Kristeller, Técnica de Kristeller ou Manobra de Kristeller é a manobra de expressão no fundo do útero, utilizada durante as contrações do parto e que visa empurrar a criança em direção à vagina.
Junta-se as duas mãos no fundo do útero, sobre a parede abdominal, com os polegares voltados para frente, tracionando-se o fundo do útero em direção à pelve, no momento em que ocorre uma contração uterina durante o parto. Pode também ser utilizada na cesariana.


Use of uterine fundal pressure maneuver at vaginal delivery and risk of severe perineal laceration.Matsuo K, Shiki Y, Yamasaki M, Shimoya K.Arch Gynecol Obstet. 2009 Mar 5.

Ajudem a Jade a ficar com o nome que sempre teve ... Jade!

Tive o privilegio de ver a Jade crescer dentro do ventre da sua mãe... Sempre foi Jade ! 

Sempre que sonhei com a Jade o seu nome era Jade!

Quando a vi nascer o primeiro pensamento que tive foi " Jade a Brava "
A Jade sempre foi Jade! Mas não querem aceitar o nome Jade como nome próprio feminino! Como é possível a Jade ficar com outro nome que não Jade?! 

Ajudem a Jade a ficar com o nome que sempre teve ... Jade!

Assina a petição

...

"A principal função da DOULA é ser espelho daquela parte da mulher que acredita nela mesma."

(Eleonora de Moraes)

Meditação regressiva - terapia emocional materna





Alguma vez pensaste que o que tu és hoje desenvolveu-se e cresceu a partir da criança que tu foste?

Que emoções viveste no tua infância?


Foste amada ou rejeitada?


Permitiram-te brincar livremente o tudo o que fazias tinha um "senão"?

Elogiaram-te?



Aceitaram-te?



Compreenderam-te?



Amaram-te?



Ou fizeram sentir te culpada por seres o que tu és?

Uma criança criada com respeito e amor, que se sentiu acolhida e valorizada, tem uma visão - uma crença - a respeito de si mesma bem diferente daquela que foi abusada, ignorada, desrespeitada. É muito fácil imaginar o que acontece com cada uma dessas crianças. A primeira vai gostar de si mesma, vai acreditar na sua própria capacidade, vai-se relacionar amorosamente com os outros e não se deixar desrespeitar. A outra estará sempre na defensiva, esperando hostilidade dos outros, relacionando-se com eles como a pessoa desvalorizada que acredita ser, deixando-se desrespeitar.

Já reparaste que os mesmos padrões de comportamento repetem-se dentro da mesma família, passando de avós para pais, de pais para filhos...


O que queres para o/a teu/tua filha? Queres que passe pelo mesmo que tu passaste, ou preferes quebrar esse padrão, da única forma possível, começando por mudar a ti mesma?

Terapia Emocional Materna pode ajudar a quebrar padrões de comportamento e ajudar as mães que:

- querem ter uma palavra a dizer sobre os seus partos



- foram reprimidas ou abusadas na sua infância



- querem mudar radicalmente o padrão de educação dos seus filhos mas muitas vezes dizem " agora parecia mesmo a minha mãe..."



- querem mudar o padrão de relação com os seus companheiros



- querem conhecer-se melhor

3ª feira dia 14/5/2013 pelas 20h em Sintra
maximo 8 inscrições 
contribuição 5 euros
inscrições parirempaz@gmail.com



Compreender o passado é a chave para compreender o presente.


Terapia a vidas passadas é um excelente caminho para entrar em contacto com o seu verdadeiro “eu”.

COMO VAI FUNCIONAR?

Vai ser convidando em grupo a permitir que a sua mente consciente a relaxe e deixar que as memórias surjam de um nível subconsciente, sem qualquer esforço.

Numa vigem ao tempo (orientada pelo terapeuta para a infância, vida intra-uterina ou vidas passadas) para a recuperação de memórias e eventos do passado, a regressão hipnótica põe em evidência padrões, acordos, percepções, crenças e estratégias anteriores, construídas a nível inconsciente, como consequências de experiências passadas, possibilitando novas e poderosas perspectivas, o que constitui um trabalho terapêutico de transformação profunda!


Todas as nossa experiências estão registadas numa parte de nós (corpo, mente, alma) a nível inconsciente, como consequência de acontecimentos passados, frequentemente de grande intensidade/sofrimento – levando-nos a desenvolver mecanismos de adaptação, válidos pare esse momento, mas que quando transportados para a situação/vida actual se tornam manifestamente desajustados e até prejudiciais!

É o caso de algumas estratégias de sobrevivência, especialmente quando adoptadas numa fase mais jovem/imatura, ainda sem muitos recursos à disposição (que entretanto são desenvolvidos à medida que crescemos) – a regressão cria uma oportunidade de as explorar, eliminar ou modificar/ajustar!

Na mesma linha, podemos considerar determinadas promessas, contractos ou acordos assumidos (consigo próprio, com alguém ou mesmo “entidade superior”), que fizeram sentido nesse momento, frequentemente em consequência de alguma experiência de vida, tipicamente próximos da morte ou imediatamente após algum acontecimento significativo. No entanto, quando transportados para outro momento (ou vida), passam a ser prejudiciais e a causar problemas – regredir até à origem dessa promessa, acordo, contracto, oferece a oportunidade de os renovar, libertar ou de a eles renunciar!

Ou ainda “aqueles” sentimentos e crenças inexplicáveis (seja sobre alguém, lugar ou situação), “intuições”, que frequentemente são material residual de algumas experiências do passado, e que vão além da nossa compreensão ou consciência. Mas poderosos, porque não processados ou “digeridos”, esses sentimentos e crenças podem acabar por se manifestar de uma forma indesejada ou desadequada, conduzindo a medos, fobias, atracções ou mesmo fascínios – regredir à origem destes sentimentos possibilita a sua revelação e transformação: a cura profunda!

Mas além da compreensão e acesso à origem de problemas/tensões, a terapia de regressão constitui também uma óptima forma de reencontro individual com sentimentos positivos e/ou recursos e competências armazenadas, mas esquecidas, descuradas ou desvalorizadas – regressar a um momento de extrema felicidade, onde se sente totalmente livre de preocupações, regressar a um tempo de grande autoconfiança e sentimento de realização, representam exemplos poderosos para recuperar sentimentos e capacidades do passado, que podem ser de grande utilidade e benefício no momento presente!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub