Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Parir em Paz

Parir em Paz

O ciclo menstrual como ferramenta para potenciar o desempenho das mulheres atletas

Antigamente , a menstruação era um “dom” a partir do qual a mulher gerava vida (física ou psíquica) . A sincronicidade entre o ciclo feminino e a órbita da lua ao redor da terra revelava o vinculo que une a menstruação com os grandes ciclos da vida e do universo . Isto fazia com que o nosso corpo e o nosso período fossem sagrados.

Hoje em dia na nossa civilização tecnológica , o aspecto sagrado da menstruação têm dado lugar ao estigma , à incompreensão , a infravalorização ,a alteração do nosso sistema endócrino (anticoncepção hormonal ) etc

Passamos do todo à nada . . Uma boa forma de recuperar o nosso poder de mulher é redescobrir, compreender, desestigmatizar e utilizar os dons verdadeiros da menstruação



"O ciclo menstrual é uma das mais impactantes influencias na motivação, nas energias, nas habilidades e na percepção  das mulheres , já é hora do ciclo menstrual  ocupar o lugar que realmente têm , como centro de recursos   femininos.
Uma mulher que toma consciência do próprio ciclo e das energias inerentes  contidas nele , aprende  a perceber um nível de vida que vai mais além do visível , mantém um vinculo intuitivo com as energias da vida , o nascimento e a morte ,  Sente a divindade dentro da terra e de si mesma .. "

Miranda Gray ,  autora do livro "Lua vermelha , os dons do ciclo menstrual "

As mulheres atletas podem beneficiar com a oscilação hormonal. Para tal, é importante investigar as características do ciclo menstrual, bem como o objectivo e o perfil de cada atleta e avaliar a sua resposta à adaptação de variáveis como volume de treino, intensidade, grau de dificuldade, etc. De acordo com a análise individual, temos uma ferramenta para optimizar os resultados das atletas femininas.

Vários estudos * concluem que cada fase do ciclo menstrual pode interferir na disposição e potencial físico. Tal facto deve-se às alterações hormonais. Por volta do 23º ao 28º dia do ciclo menstrual ( isto se a mulher for regular e tiver um ciclo de 28 dias ), a mulher encontra-se na fase pré-menstrual, período em que se dá um aumento na taxa de progesterona, podendo reduzir o potencial físico da praticante. Além de diminuir a capacidade de concentração, a atleta está  mais propensa à fadiga muscular. Esta não é de todo a melhor altura para entrar em provas, nem para fazer treinos longos ou de forte intensidade . Se uma mulher entrar numa prova na fase pré-menstrual pode ter uma baixa de rendimento em cerca de 40%

Entre o 5º e o 11º dia do ciclo, na fase pós-menstrual, é segregado mais estrogénio e noradrenalina. Por isso, nessa fase, observa-se um melhor desempenho físico.  Esta é uma boa altura para entrar em provas, ou fazer treinos mais intensos. Nesta fase as mulheres contam com ajuda hormonal e podem melhorar o seu rendimento.

Resumindo, a maioria dos estudos conclui uma baixa na performance na fase pré-menstrual, e uma boa melhoria do desempenho na pós-menstrual.

Assim, devemos levar em consideração as mudanças hormonais durante o ciclo menstrual e fazer um plano de treino de acordo com a resposta e adaptação de cada  praticante.

 Devemos de adaptar a nossa prática desportiva a cada momento do nosso ciclo menstrual e respeitar a nossa ciclicidade.

*Keul (1974) e LEBRUN (1995)


 “O nosso ciclo é como o ciclo de uma planta . Existe um tempo próprio para plantar as sementes , para crescer  e desenvolver os galhos , para  desprender as sementes , para  voltar às nossas raízes “.
Annie Shaw


Catarina Pardal, Doula 


2/Nov. - COLARES (Sintra) - NO NINHO DA SERPENTE por Isabel Angélica - Por Mulheres para Mulheres





No Ninho da Serpente

 - do Útero ao Coração da Mulher -

Por Isabel Angélica

com a participação de Carla Correia

Convidada especial - ROSA LEONOR PEDRO -
escritora portuguesa cujo foco de vida é a Busca da Mulher Integral

CENTRO TINKUY - COLARES (SINTRA)

 
ABERTO APENAS A MULHERES
 
A Serpente símbolo da Grande–Mãe, regeneradora e mutante, "estava em contacto com os mistérios da terra, das águas, da escuridão – auto-suficiente, insensível, reservada, às vezes venenosa, capaz de deslizar sem deixar rasto, magicamente engolindo grandes criaturas e rejuvenescendo pela mudança da pele." 
- A GRANDE DEUSA de JEAN MARKALE
 
 
Olá, Mulher! 
Sou Isabel Angélica. Sou Mulher nesta vida há 40 anos.
Desde o ano passado que tenho vindo a ser trabalhada e a trabalhar com a energia da Serpente, símbolo primordial da Grande Mãe. Têm sido momentos de aprendizagem com a minha Mulher nas suas diversas manifestações, curando as feridas e fechando episódios dolorosos para dar espaço à manifestação da minha integralidade. Um trabalho que não termina e sempre acontece em cada instante.
Tenho feito este caminho acompanhada por Mulheres Amigas, Mães e Professoras com quem tenho aprendido muito. Tenho feito este caminho também só, em contacto com a consciência da Mãe da Terra e da Mãe Divina que me têm guiado para consolidar o meu crescimento de Mulher. Também tenho trabalho com e em Cerimónias Xamânicas, com o Espírito da Serpente que me tem facilitado as aprendizagens que necessito para abrir mais e mais a minha consciência.
 
Contacto semanalmente com dezenas de mulheres e em todas elas eu reconheço as mesmas feridas - medo, insegurança, uma profunda falta de amor próprio, solidão, intuição não explorada, entre tantas outras... E em quase todas eu observo a mesma fonte primordial de dor - a desconexão consigo mesmas e a desconexão com a Serpente Sagrada que as habita e que as liga, desde a Coroa até ao cóccix, do Útero ao Coração, à Mãe oculta dentro da Terra... e esta Mãe aguarda pelo regresso das Suas Filhas amadas, portadoras do Cálice Sagrado que as conecta aos mistérios do Feminino e da Deusa.
 
E surge este trabalho - dirigido apenas a Mulheres. Mas não tenho pretensão de trazer algo inovador ou sublime. O meu objectivo é um só - estar ao Serviço com ferramentas que estão disponíveis e com as quais tenho contactado ao longo de meses e meses de trabalho comigo mesma e que desejo partilhar com outras Mulheres. Um trabalho que engloba a Mente, o Coração, o Físico e o Espírito em cada Mulher para que cada uma se descubra fora dos padrões formatadoras da sociedade patriarcal que quis destruir o Feminino, a Deusa e a Mulher.
 
Não é um trabalho de feministas, nem de salvações milagrosas. Mas podem ocorrer milagres se cada uma das Mulheres assim o permitir. E isso será obra entre cada uma e a Mãe que chama pelas Suas Filhas. A mim compete-me apenas ser portal de Coração e Colo para que juntas possamos fazer esta viagem.
 
Vamos ter cânticos sagrados e danças serpentinas.
Vamos trabalhar directamente com a energia da Mãe que se oculta no Lago Sagrado de Lys à espera de retirar os véus que a separam ainda das Suas Filhas. 
Vamos estar entre Irmãs e Mulheres para nos despirmos das dores e recebermos a Alegria de sermos Femininas... 
Vamos aprender com a Serpente como se muda de pele e como nos renovamos em cada passo da Caminhada que fazemos... 
Vamos ligar o nosso Útero ao nosso Coração. 
Vamos rastejar e sibilar, dançar e rir... 
Vamos desconstruir as vítimas que carregamos para celebrar a Mulher que Somos! Inteiras, Unidas... em nós e com as Outras que são nós...
 
Vou contar com a presença e ajuda de uma linda Mulher e Amiga de muitas vidas, a Carla Correia.
 
Teremos como CONVIDADA ESPECIAL a escritora portuguesa ROSA LEONOR PEDRO cujo foco de vida é a BUSCA DA MULHER INTEGRAL.
Começaremos às 11h e terminaremos pelas 19h... 
 
TRAZER
Instrumentos musicais para as partilhas
Saias (de preferência de cor vermelha ou laranja ou amarelo torrado)
Adornos femininos (de preferência de cor vermelha ou laranja ou amarelo torrado)
Uma vela vermelha
Imagens e representações da Deusa
Uma fotografia da vossa Mulher
Almoço para partilhar com o grupo
Fruta e snacks para lanches
 
INVESTIMENTO
€20 (para quem participa pela 1a vez)
€8 (para quem repete a experiência)
Por uma questão de gestão do espaço é necessária inscrição para terrasdelyz@gmail.com.
Deverá ser feita a formalização da inscrição com o depósito ou transferência dos €20 ou dos €8 para o NIB 0032.0155.00204505028.71 do Banco Barclays. 
Podem ser organizadas boleias partilhadas a partir de Lisboa
ou Tomar
. No acto da inscrição basta indicar se estás a precisar de boleia ou se estás disponível a partilhar.
 
LOCAL
Centro Tinkuy - Colares (bem perto de SINTRA). Receberás as instruções para lá chegar no acto da inscrição.
 
É UM TRABALHO ABERTO A TODAS AS MULHERES JÁ EM CONTACTO COM A SUA LUA / MENSTRUAÇÃO...
 
Somos nós:
   Carla Correia e Isabel Angélica


--

Gratidão

:::::::::::


Terras de Lyz




--
Gratidão

:::::::::::


Terras de Lyz

-






SEMINÁRIO "Os bebés e a água"


Seminário
Os bebés e a água

Piscina e Auditório Quinta Guimarães - Palmela - 9 de Novembro de 2013
Com este seminário pretendemos valorizar esta prática como uma ação eminentemente educativa, em que os pais estão ativamente presentes, mantendo uma atitude de estimulação e desenvolvimento, uma vez que (os pais) conhecem e compreendem os comportamentos (reações) dos seus filhos.


As comunicações proferidas pelos 2 especialistas – académicos e práticos – pretendem demonstrar os aspetos técnico-práticos e científicos desta atividade, com a apresentação de um quadro de necessidades e de prioridades de estimulação que facilitam a adaptação à água em crianças de idades baixas (antes do andar), em que tanto os pais como os professores têm um papel determinante no processo de ensino-aprendizagem da criança.
Neste sentido, esta temática interessará a profissionais e estudantes em Educação Física/Ciências do Desporto, bem como a pais e a educadores de infância em particular.
Sessões práticas:
Serão desenvolvidas duas sessões práticas, sendo uma dedicada à observação directa de comportamentos e outra de prática dentro de água com crianças.
Chama-se à atenção que a sessão prática com crianças é facultativa e só poderá manter, no máximo, 5 pessoas dentro de água simultaneamente e por um período limitado de tempo.

 

O Programa e Ficha de Inscrição encontram-se aqui:

http://www.sapienta.pt/evento_06_os_bebes_e_a_agua.html

 

 

 

 



Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub