Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Parir em Paz

Parir em Paz

Violência Obstétrica


HumPar - Associação Portuguesa pela Humanização do Parto, juntamente com aAssociação Doulas de Portugal e a Rede Portuguesa de Doulas vem lançar uma campanha de consciencialização para aviolência obstétrica, no dia 8 de Março, em que se celebram 103 anos do Dia Internacional da Mulher


O Mês de Março será dedicado à divulgação de informações relativas ao contexto daViolência Obstétrica em Portugal e à promoção e dinamização de iniciativas que fomentem uma mudança efetiva da realidade da assistência ao nascimento.


Objectivos desta campanha:

  • Informar em que consiste a  violência obstétrica; 
  • Contribuir para dar visibilidade a estes atos de violência, pois dada a desinformação vigente a sociedade não se dá conta de que estes existem; 
  • Expor as graves consequências que podem sofrer as mães e os bebes com estes atos;
  • Sensibilizar os profissionais de saúde para que modifiquem os seus comportamentos;
  • Favorecer a participação das mulheres e dar enfoque às suas experiências; 
  • Oferecer ferramentas administrativas legais de reclamação ou denúncia;

O que é a Violência Obstétrica?

Violência Obstétrica é qualquer ato ou intervenção direcionado à mulher grávida, parturiente ou puérpera, ou ao seu bebé, que tenha sido praticado sem o consentimento explícito e informado da mulher/casal e/ou em desrespeito à sua autonomia, integridade física e mental, aos seus sentimentos, opções e preferências.

Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher




Foi no passado dia 25 de Novembro...Um dia por todas as mulheres do mundo

Em 1999, as Nações Unidas (ONU) designaram oficialmente 25 de Novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher.

Antes desta indicação da ONU, o dia 25 de Novembro já era vivido pelo movimento internacional de mulheres. A data está relacionada com a homenagem a Tereza, Mirabal-Patrícia e Minerva, presas, torturadas e assassinadas em 1960, a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

Não nos permitirem mandar no nosso corpo também é uma forma de violência, pensem nisto, pensem como um parto pode ser violento... Pensem como uma episiotomia pode ser mutilante...

sobre a violência no parto
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-12902008000300014&script=sci_arttext&tlng=en





Se foste vítima...se foste testemunha...
Não tenhas medo de denunciar!!

Em Portugal ligar em caso de urgência 800202148.

Pedir apoio à APAV- Associação de Apoio à Vítima http://www.apav.pt/home.html
707200077 - email: apav.sede@apav.pt

No Brasil :http://www.ipas.org.br/violencia.html
ou ligue para o número 180 ( atendimento Nacional).



Spot Violencia Obstétrica from FlorMujica on Vimeo.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub